Skip to content Skip to navigation

Thomson Neff GmbH Termos e Condições

Click to download Thomson Neff GmbH ISO 9001:2015 Certificate >>

Click to download Thomson Neff GmbH Terms & Conditions (AGB) >>

Click to download Thomson Neff GmbH Terms & Conditions (AVB) >>


I.  General Provisions 

1.  These General Terms and Conditions of Sale (GTCS) shall apply to all contractual relationships of Thomson Neff GmbH (hereinafter referred to as: Supplier) with its cus-tomers (hereinafter referred to as: Purchaser). The GTCS shall apply only if the Pur-chaser is an entrepreneur (Unternehmer) (within the meaning of Section 14 of the Ger-man Civil Code, BGB), a legal person constituted under public law (juristische Person des öffentlichen Rechts) or a public sector funding company (öffentlich-rechtliches Son-dervermögen).

2.  In particular, the GTCS shall apply to contracts for the sale and/or supply of movable items (hereinafter referred to as: Goods), irrespective of whether the Supplier produces the Goods itself or sources these from suppliers (Sections 433 and 651 of the German Civil Code). The GTCS, as amended from time to time, shall also apply as a framework agreement to future contracts with the same Purchaser for the sale and/or delivery of movable items, without any requirement on the part of the Supplier to make additional future reference to the GTCS in each individual case.

3. These GTCS shall be exclusively applicable. Any general terms and conditions of the Purchaser that depart from, conflict with or supplement the GTCS shall form part of the contract only if and to the extent that the Supplier has expressly consented to the validity of such. This requirement of consent shall apply in all cases, including, without limita-tion, in cases where the Supplier unconditionally carries out a delivery to the Purchaser in the knowledge of the Purchaser’s general terms and conditions.  


II.  Conclusion of the Contract

1. Offers of the Supplier shall be subject to change and shall not constitute binding offers. 

2. The placing of an order for the Goods by the Purchaser shall be deemed a binding contractual offer. Unless the order stipulates otherwise, the Supplier shall be entitled to accept such contractual offer within four weeks of such offer being received by it. 

3. Acceptance can be declared either in writing (e.g. by confirmation of the order) or by delivery of the Goods to the Purchaser.   


III.  Prices and Payment Conditions

1. The prices shall be on an ex-warehouse basis, and shall exclude packaging and applicable sales tax (Umsatzsteuer). 

2. If the Supplier has undertaken to carry out the installation or assembly, and unless agreed otherwise, the Purchaser shall, in addition to the agreed fee, bear all necessary ancillary costs, including, without limitation, travel expenses, costs for the transport of tools and of personal luggage of persons appointed by the Supplier as well as allowances (Auslösun-gen). 

3. Any custom duties, fees, taxes and other public charges shall be borne by the Purchaser. The Supplier shall not accept the return of any transport or other packaging subject to the German Packaging Ordinance (Verpackungsverordnung); these shall become the prop-erty of the Purchaser.

4. Payments must be made free Supplier’s payment office. 

5. Invoices shall be payable in full within 30 days. The Purchaser shall be in default of payment upon expiry of such payment period. Interest shall be payable on the purchase price for the duration of the default at a rate of 8 percent above the base rate (Basiszins-satz), subject to a minimum of 12 percent p.a.  The Supplier reserves the right to assert claims in respect of default losses in excess of such interest. This shall be without preju-dice to the Supplier’s right to claim commercial default interest (kaufmännischer Fällig-keitszins) from business persons (Kaufleute) (Section 353 of the German Commercial Code, HGB).

6. The Purchaser shall have a right to offset against claims (Aufrechnung) only if its counterclaim has been established by a final and binding decision or is undisputed.  The same shall apply to the right of retention, the valid exercise of which shall further require that the counterclaim of the Purchaser must arise under the same contractual relationship.  


IV.  Delivery Times; Failure to Deliver and to Take Delivery

1. Times set for deliveries can only be observed if all documents to be supplied by the Purchaser, necessary permits and clearances, especially concerning plans, are received in time, and if agreed terms of payment and other obligations are fulfilled by the Purchaser. If these conditions are not fulfilled in time, the Supplier shall be entitled to extend the times by a reasonable degree; this shall not apply where the Supplier is responsible for the delay. 

2. If the failure to observe the times is due to force majeure such as mobilization, war, civil unrest or similar events, e.g. strike or lockout, the Supplier shall be entitled to extend the times by a reasonable degree. 

3. If the Supplier delays in making delivery, and the Purchaser can prove that it has suffered a loss resulting therefrom, the Purchaser may claim compensation of 0.5 % of the price for every completed week of delay in respect of the undelivered part of the delivery, but no more than a total of 5 %. The Purchaser’s claims for damages due to delayed delivery as well as claims for damages in lieu of performance (Schadensersatz statt der Leistung) exceeding the limits set forth in the preceding sentence shall be excluded in all cases of delayed delivery, even after expiry of a deadline imposed on the Supplier to make deliv-ery. This shall not apply in the cases set forth in Art. XI No. 2. 

4. At the Supplier’s request, the Purchaser shall declare within a period of two weeks whether the Purchaser is rescinding the contract due to the delayed delivery. If the Pur-chaser fails to make such declaration within this period, its right to rescission shall be lost.

5. If dispatch or handover is delayed at the Purchaser’s request by more than one month after notice of the readiness for dispatch was issued, the Purchaser may, for every com-menced week after the one-month-period, be charged storage costs of 1 % of the price of the items to be delivered, but no more than a total of 100 %. The parties to the contract reserve the right to prove that higher or lower storage costs have been incurred; the fixed-sum storage cost is to be applied against any more extensive monetary claims. 

6. Where a contractual right to return the Goods has been agreed upon, the Purchaser shall bear the packaging and dispatch costs. The risk of deterioration and possible destruction shall be borne by the Purchaser up until receipt of the returned Goods.   


V.  Delivery, Transfer of Risk

1. The delivery shall take place on an ex warehouse basis; this shall also constitute the place of performance (Erfüllungsort).  At the request and expense of the Purchaser, the Goods may be dispatched to a different location (sale by delivery, Versendungskauf). Unless agreed otherwise, the Supplier shall be entitled to determine the type of delivery (includ-ing, without limitation, the transport company, method of delivery, packaging) itself. 

2. The risk of accidental destruction and accidental deterioration of the Goods as well as the risk of delays shall, also in the case of freight-free delivery, pass to the Purchaser as follows: 

  • In the case of a sale by delivery, the risk shall pass upon the Goods being passed to the carrier, freight forwarder or any other person or organization appointed for the delivery of the Goods. At the request and expense of the Purchaser, the delivery shall be insured by the Supplier against the standard risks of transportation;               
  • In the case of deliveries involving installation or assembly, on the day of being placed into operation or, where agreed, after a fault-free trial run.  
  • Where a requirement of inspection and acceptance (Abnahme) of the Goods by the Purchaser has been agreed upon, the passing of risk shall take place upon such in-spection and acceptance. Without prejudice to the foregoing, the statutory rules governing work contracts requiring a specific result (Werkvertragsrecht) shall apply accordingly; Art. VI No. 6 shall remain unaffected.             

3. The risk shall pass to the Purchaser if the dispatch, the handover, the start or performance of the installation or assembly, the placing into operation or the trial run is delayed due to reasons for which the Purchaser is responsible, or if the Purchaser has failed to take de-livery for any other reason.             

4. The Purchaser may not refuse a delivery on the basis of minor defects. Delivery in installments shall be permissible insofar as this is reasonable for the Purchaser.  


VI. Inspection and Acceptance

If the Supplier demands an inspection and acceptance of the delivery, the Purchaser shall carry out such inspection and acceptance within a period of two weeks after delivery. Should this fail to occur, the inspection and acceptance shall be deemed to have taken place unless the Purchaser reports precisely defined defects or errors in writing within such period; the date by which such deadline must be met shall be the date on which the defect/error report is received by the Supplier.  The inspection and acceptance shall also be deemed to have taken place if the delivery has been put into use, after completion of an agreed test phase, if any. 


VII. Retention of Title 

1. The Supplier reserves the right to retain title in the sold Goods up until full payment on all current and future claims of the Supplier arising under the purchase contract and an ongoing business relationship (secured claims). 

2. Prior to full payment on the secured claims, the Goods subject to the retention of title may not be pledged to third parties, nor may title therein be transferred for the purpose of security. The Purchaser shall be obliged to notify the Supplier in writing and without de-lay if and to the extent that third parties gain access to the Goods belonging to the Sup-plier.

3. The Purchaser shall be authorized to resell and/or process the Goods that are subject to the retention of title, in the ordinary course of business.  In such case, the following addi-tional provisions shall apply.              

  • The retention of title shall extend to products created as a result of the processing, mixing or combining of the Goods of the Supplier, to the extent of their full value; in such case, the Supplier shall be deemed the producer.               
  • If, in the case of processing, mixing or combing with goods of third parties, the pro-prietary right of a third party continues to exist, the Supplier shall acquire co-ownership in proportion to the invoice value of the processed, mixed or combined goods. In all other cases, the rules applicable to the delivered Goods subject to the retention of title shall also apply to the product created.              
  • For the purpose of security, the Purchaser hereby fully assigns to the Supplier all claims arising against third parties in connection with the resale of the Goods or of the product in the case of (a) and/or in the case of (b) above in the amount of the Supplier’s co-ownership share. The Supplier hereby accepts such assignment. The Purchaser’s obligations set forth in subsection 2 shall also apply with regard to the assigned claims.              
  • The Purchaser shall, in addition to the Supplier, remain authorized to enforce the third-party claim. The Supplier undertakes to refrain from enforcing the third-party claim to the extent that the Purchaser continues to meet its payment obligations to-wards Supplier and does not default on payment; that no application for the initia-tion of insolvency proceedings has been filed in respect of the Purchaser’s assets; and that there are no other defects in the Purchaser’s ability to meet its obligations. Should this be the case, however, the Supplier may demand that the Purchaser no-tify it of the assigned claims and the respective debtors, provide all other informa-tion required for enforcement purposes, supply related documentation, and notify the debtors (third parties) of the assignment.              
  • In the event that the attainable value of the security should exceed the secured claims of the Supplier by more than 20%, the Supplier shall, upon request by the Purchaser, release securities as selected by the Supplier.  

VIII. Quality Defects (Sachmängel)

1. Deliveries for which a quality defect arises within the limitation period, irrespective of the hours of operation, shall, at the choice of the Supplier, be repaired, replaced or per-formed again free of charge provided that the cause of the defect already existed at the time when the risk passed. 

2. Claims resulting from quality defects shall be subject to a limitation period of 12 months. This shall not apply where longer periods are prescribed by law pursuant to Sections 438 (1) No. 2 (buildings and items used for buildings), 479 (1) (right of recourse, Rückgriff-sanspruch) and 634a (1) No. 2 (building defects) of the German Civil Code, as well as in cases of death, personal injury or damage to health, or where the Supplier intentionally or grossly negligently breaches its duty or willfully (arglistig) conceals a defect. The statu-tory provisions regarding suspension of expiration (Ablaufhemmung), suspension (Hem-mung) and recommencement of limitation periods shall remain unaffected. 

3. The Purchaser shall notify quality defects (including, without limitation, incorrect or insufficient deliveries) to the Supplier in writing and without delay.  Such notice shall no longer be deemed “without delay” where it is not given within two weeks; this deadline shall be deemed to have been met if the notice is posted within this period.

4. The Supplier shall be entitled to make any owed remedy of specific performance (Nacherfüllung) conditional upon the payment of the due purchase price by the Pur-chaser.  In such case, however, the Purchaser shall be entitled, pursuant to Art. III No. 6 sentence 2, to withhold a reasonable portion of the purchase price in relation to the de-fect.  Unjustified notices of defects shall entitle the Supplier to have its expenses reim-bursed by the Purchaser.

5. The Supplier shall first be given the opportunity to carry out specific performance within a reasonable period of time. If the specific performance is unsuccessful, the Purchaser shall be entitled to rescind the contract or to a reduction in the fee. 

6. There shall be no claims resulting from defects in the case of minor deviations from the agreed nature and quality (Beschaffenheit), of only minor impairment of usefulness, or natural wear and tear or damage arising after the passing of risk as a result of faulty or negligent handling, excessive use, unsuitable equipment, defective workmanship, unsuit-able foundation soil or from particular external influences not assumed under the con-tract, or from non-reproducible software errors. Likewise, claims based on defects attrib-utable to improper modifications or repair work carried out by the Purchaser or third par-ties or to the consequences thereof shall also be excluded.

7. The Purchaser shall have no claim with respect to expenses incurred for the purpose of specific performance, including costs of travel and transport, labor and material, where expenses are increased because the items for delivery were subsequently brought to a lo-cation other than the Purchaser’s premises, unless doing so is consistent with its intended use. 

8. The Purchaser’s rights of recourse against the Supplier pursuant to Section 478 of the German Civil Code (Rückgriff des Unternehmers) shall only exist insofar as the Pur-chaser has not made any agreements with its customer exceeding the scope of statutory rules governing claims arising from defects.  Moreover, Art. VIII No. 7 shall apply ac-cordingly to the scope of the Purchaser’s right of recourse against the Supplier pursuant to Section 478 (2) of the German Civil Code. 

9. Without prejudice to the above, the provisions of Art. XI (Other Claims for Damages) shall apply in respect of claims for damages.  Any other claims of the Purchaser against the Supplier or its appointees (Erfüllungsgehilfen), or any such claims other than those set forth in this Art. VIII, resulting from a quality defect shall be excluded.   


IX.  Industrial Property Rights and Copyright; Defects in Title

1. Unless agreed otherwise, the Supplier shall perform its contractual services free from third-party industrial property rights and copyright (hereinafter referred to as: IP Rights) solely in the country of the place of destination. If a third party asserts justified claims against the Purchaser based on an infringement of IP Rights with respect to services that were performed by the Supplier and were used in accordance with the contract, the Sup-plier shall be liable to the Purchaser as follows within the time period set forth in Art. VIII No. 2:               

a) The Supplier shall, at its own selection and expense, either acquire a license to use the supplies in question, to modify them such that they no longer infringe the IP Right, or replace them. If it would be unreasonable for the Supplier to do this, the Purchaser may rescind the contract or reduce the fee in accordance with statutory rules.              

b) The Supplier’s liability to pay damages shall be governed by Art. XI.               

c) The above obligations of the Supplier shall only apply if the Purchaser informs the Supplier of claims asserted by the third party without delay and in writing, does not acknowledge any infringement and leaves any defense measures and settlement ne-gotiations to the discretion of the Supplier. If the Purchaser ceases to use the sup-plies for damage limitation purposes or for any other significant reasons, it shall be obliged to point out to the third party that no acknowledgement of infringement may be inferred from the fact that use has been discontinued.             

2. Claims of the Purchaser shall be excluded if the Purchaser is itself responsible for the infringement of an IP Right.             

3. Claims of the Purchaser shall also be excluded if the infringement of the IP Right is caused by specifications stipulated by the Purchaser, by a type of use not foreseeable by the Supplier or by the delivery being modified by the Purchaser or being used together with products not supplied by the Supplier.             

4. The Supplier hereby fully reserves any proprietary rights and/or copyrights with regard to the use of cost estimates, drawings, manuals and other documents (hereinafter referred to as: “Documents”). The Documents shall not be made accessible to third parties without the Supplier’s prior consent and shall, upon request, be returned without delay to the Supplier if the contract is not awarded to the Supplier.  Sentences 1 and 2 shall apply ac-cordingly to Documents of the Purchaser; they may, however, be made accessible to those third parties to whom the Supplier has lawfully transferred the supplies.             

5. The Purchaser shall have the non-exclusive right to use software supplied by the Sup-plier, provided that the software remains unchanged, is used within the agreed perform-ance parameters, and on the agreed equipment. The Purchaser may make two back-up copies without express agreement.             

6. Without prejudice to the above, the provisions of Art. VIII No. 4, 5 and 9 shall, with regard to the Purchaser’s claims pursuant to No. 1 a), apply accordingly in the event of an infringement of an IP Right.            

7. Where any other defects in title occur, the provisions of Art. VIII shall apply accordingly.             

8. Any other claims of the Purchaser against the Supplier or its appointees (Erfüllungsgehil-fen), or any such claims other than those set forth in this Art. IX, resulting from a defect in title shall be excluded.   


X.  Impossibility of Performance, Adjustment of the Contract

1. To the extent that delivery is not possible, the Purchaser shall be entitled to claim damages, unless the Supplier is not responsible for the impossibility. The Purchaser’s claim for damages shall, however, be limited to an amount of 10 % of the value of that part of the delivery which, owing to the impossibility, cannot be put to the intended use. This limitation shall not apply in the case of mandatory liability based on intent, gross negligence, death, personal injury or damage to health; this shall not result in a change in the burden of proof to the detriment of the Purchaser. The right of the Purchaser to re-scind the contract shall remain unaffected. 

2. Where unforeseeable events within the meaning of Art. IV No. 2 substantially change the economic basis or contents of the contractual performance or considerably affect the Supplier’s business, the contract shall be reasonably adjusted having regard to the princi-ples of good faith.  Where doing so is economically unreasonable, the Supplier shall have the right to rescind the contract.  If the Supplier intends to exercise its right of rescission, it shall notify the Purchaser thereof within three weeks of becoming aware of the event.  If the Supplier fails to give such notice within this period, its right of rescission shall be lost.  


XI.  Other Claims for Damages

1. The liability of the Supplier for damages, irrespective of the legal basis of such liability, apply only in the event of intentional or grossly negligent conduct. In the event of basic negligence (einfache Fahrlässigkeit), the Supplier shall only be liable for damage result-ing from death, personal injury or damage to health, or for damage resulting from the vio-lation of a fundamental contractual obligation (wesentliche Vertragspflicht) (an obliga-tion the fulfillment of which renders the proper performance of the contract possible in the first instance and the compliance with which a contractual partner typically does, and is entitled to, rely upon); in such case, however, the liability of the Supplier shall be lim-ited to the reimbursement of foreseeable and typical damage. 

2. The limitations of liability set forth in subsection 1 shall not apply in the event that the Supplier has willfully (arglistig) concealed a defect or has provided a guarantee as to the nature and quality of the Goods. The manufacturer’s warranty shall not constitute the providing of a guarantee by the Supplier.  Sentence 1 shall apply accordingly to claims of the Purchaser arising under the German Product Liability Act (Produkthaftungsgesetz). 

3. To the extent that the Purchaser has valid claims for damages under this Art. XI, such claims shall become time-barred upon expiration of the limitation period applicable to quality defects pursuant to Art. VIII No. 2.  In the case of claims for damages under the German Product Liability Act, the statutory provisions governing limitation periods shall apply.  


XII. Venue and Applicable Law

1. If the Purchaser is a business person (Kaufmann), a legal person constituted under public law (juristische Person des öffentlichen Rechts) or a public sector funding company (öf-fentlich-rechtliches Sondervermögen), the sole venue for all disputes arising directly or indirectly out of or in connection with the contract shall be the Supplier’s place of busi-ness.  However, the Supplier may also bring an action at the general place of jurisdiction of the Purchaser. 

2. Legal relations existing in connection with this contract shall be governed by German substantive law, to the exclusion of the United Nations Convention on Contracts for the International Sale of Goods (CISG). The requirements and effects of the retention of title agreed above shall be governed by the law applicable at the place of the storage of the Goods insofar as the choice in favor of German law should be unlawful or invalid pursu-ant to the respective law.

3. In case of discrepancies of the interpretation of these GTCS the version in german language shall apply.

Clique para fazer download do Certificado ISO 9001:2008 da Thomson Neff GmbH >>

Clique para fazer download dos termos e condições da Thomson Neff GmbH (AGB) >>

Clique para fazer download dos termos e condições da Thomson Neff GmbH (AVB) >>


I. Disposições gerais 

1. Estes termos e condições gerais de vendas (GTCS) se aplicam a todas as relações contratuais da Thomson Neff GmbH (doravante denominada: Fornecedor) com seus clientes (doravante denominados: Comprador). O GTCS se aplicará somente se o Comprador for um empresário (Unternehmer) (de acordo com o significado da Seção 14 do Código Civil Alemão, BGB), uma pessoa jurídica constituída sob legislação pública (juristische Person des öffentlichen Rechts) ou uma empresa com financiamento do setor público (öffentlich-rechtliches Sondervermögen).

2. Especificamente, o GTCS se aplica a contratos para a venda e/ou fornecimento de itens móveis (doravante denominados: Bens), independentemente de se o Fornecedor produz os Bens ou os obtém de fornecedores (seções 433 e 651 do Código Civil Alemão). Como o GTCS é alterado periodicamente, também deve servir como um acordo estrutural para contratos futuros com o mesmo Comprador para a venda e/ou entrega de itens móveis, sem qualquer requisito por parte do Fornecedor para fazer referências futuras adicionais ao GTCS em cada caso individual.

3. Esse GTCS deve ser aplicado exclusivamente. Qualquer termo ou condição geral do Comprador que surja de, esteja em conflito com ou suplemente o GTCS deve fazer parte do contrato somente se e na medida que o Fornecedor tenha reconhecido expressamente sua validade. Essa solicitação de reconhecimento se aplica em todos os casos, incluindo, sem limitação, casos em que o Fornecedor realiza uma entrega ao Comprador incondicionalmente, conhecendo os termos e as condições gerais do Comprador. 

II. Conclusão do contrato

1. As ofertas do Fornecedor estarão sujeitas a alterações e não deverão constituir ofertas vinculantes.

2. O pedido de Bens pelo Comprador será considerado uma oferta contratual vinculante. A menos que o pedido estipule o contrário, o Fornecedor terá direito a aceitar tal oferta contratual dentro de quatro semanas após o recebimento da mesma.

3. A aceitação pode ser declarada por escrito (por exemplo, pela confirmação do pedido) ou pela entrega dos Bens ao Comprador. 


III. Preços e condições de pagamento

1. Os preços devem ser os vigentes no armazém e devem excluir embalagem e impostos aplicáveis (Umsatzsteuer).

2. Se o Fornecedor se comprometeu a realizar a instalação ou montagem, e salvo acordo em contrário, o Comprador deverá, além do valor acordado, arcar com todos os custos suplementares necessários, incluindo, sem limitação, as despesas de viagem, custos para o transporte de ferramentas e da bagagem pessoal das pessoas designadas pelo Fornecedor, bem como provisões (Auslösungen).

3. Quaisquer taxas aduaneiras, taxas, impostos e outros encargos públicos serão de responsabilidade do Comprador. O Fornecedor não aceitará a devolução de qualquer transporte ou outras embalagens sujeitas ao regulamento de embalagens alemão (Verpackungsverordnung). Estes passarão a ser propriedade do Comprador.

4. Os pagamentos devem ser feitos no escritório de pagamentos do Fornecedor.

5. As faturas devem ser totalmente pagas no prazo de 30 dias. O Comprador ficará inadimplente após o período de pagamento determinado. Juros deverão ser pagos sobre o preço de compra pela duração do valor principal, a uma taxa de 8% acima da taxa básica (Basiszins-satz), sujeito a um mínimo de 12% ao ano. O Fornecedor reserva-se o direito de fazer reivindicações a respeito de perdas do valor principal além desses juros. Isso não afetará o direito de o Fornecedor exigir juros de mora comercial (kaufmännischer Fälligkeitszins) de pessoas jurídicas (Kaufleute) (Seção 353 do Código Comercial Alemão, HGB).

6. O Comprador terá o direito de compensação com créditos (Aufrechnung) somente se seu pedido em contrário for estabelecido por uma decisão definitiva e vinculante ou for indiscutível. O mesmo se aplica ao direito de retenção, cujo exercício válido deve ainda exigir que o pedido em contrário do Comprador surja sob a mesma relação contratual. 

IV. Tempos de entrega; falha na entrega e no recebimento da entrega

1. Os horários estabelecidos para as entregas só podem ser observados se todos os documentos que devem ser fornecidos pelo Comprador, autorizações e liberações necessárias, especialmente planejamentos, forem recebidos a tempo, e se os termos de pagamento acordados e outras obrigações forem cumpridos pelo Comprador. Se essas condições não forem cumpridas a tempo, o Fornecedor terá direito a estender os tempos de maneira razoável; isso não se aplicará quando o Fornecedor for responsável pelo atraso.

2. Em caso de falha na observação dos tempos devido a força maior, como mobilização, guerra, agitação civil ou eventos similares, por exemplo, greves ou bloqueios, o Fornecedor terá direito de estender os tempos de maneira razoável.

3. Se o Fornecedor atrasar a entrega e o Comprador puder provar que sofreu uma perda devido ao atraso, o Comprador poderá reivindicar uma compensação de 0,5% do preço para cada semana completa de atraso em relação à parte da entrega que não foi entregue até um máximo de 5%. As reivindicações do Comprador por indenizações devido à entrega atrasada, bem como reivindicações por indenizações em relação ao desempenho (Schadensersatz statt der Leistung) que excedam os limites estabelecidos na sentença anterior serão excluídas em todos os casos de entrega atrasada, mesmo após o vencimento de um prazo imposto ao Fornecedor para a entrega. Isso não se aplicará nos casos definidos no Art. XI nº 2.

4. A pedido do Fornecedor, o Comprador declarará dentro de duas semanas se for rescindir o contrato devido a uma entrega atrasada. Se o Comprador não fizer tal declaração nesse período, seu direito à rescisão será perdido.

5. Se o envio ou a entrega forem atrasados por solicitação do Comprador por um período superior a um mês após o aviso de que o envio estava pronto, poderá ser cobrado ao Comprador, para cada semana iniciada após o período de um mês, custos de armazenamento de 1% do preço dos itens a serem entregues, até um máximo de 100%. As partes do contrato reservam-se o direito de provar que pagaram custos de armazenamento maiores ou menores; o custo de armazenamento de soma fixa deve ser aplicado a reivindicações monetárias mais extensas.

6. Quando for acordado um direito contratual à devolução dos bens, o Comprador deverá arcar com os custos de embalagem e envio. O risco de deterioração e possível destruição deverá ser de responsabilidade do Comprador até o recebimento dos Bens devolvidos. 

V. Entrega, transferência de risco

1. A entrega deverá ser feita com base no armazém; isso também constitui o lugar de sua realização (Erfüllungsort). A pedido e às custas do Comprador, os Bens podem ser enviados para um local diferente (venda por entrega, Versendungskauf). A menos que acordado de outra forma, o Fornecedor terá o direito de determinar o tipo de entrega (incluindo, sem limitações, a empresa de transporte, método de entrega, embalagem).

2. O risco de destruição e deterioração acidental dos Bens, além do risco de atraso, deverá, também em caso de entrega sem frete, passar para o Comprador nos seguintes casos:

  • No caso de uma venda por entrega, o risco será determinado em relação às mercadorias que serão passadas para o transportador ou qualquer outra pessoa ou organização designada para a entrega dos Bens. A pedido e às custas do Comprador, a entrega será segurada pelo Fornecedor contra os riscos de transporte normais.
  • No caso de entregas que envolvam instalação ou montagem, no dia da entrada em funcionamento ou, quando acordado, após uma execução de teste sem falhas.
  • Quando uma solicitação de inspeção e aceitação (Abnahme) dos Bens pelo Comprador for acordada, a passagem do risco deve acontecer após tal inspeção e aceitação. Sem prejuízo do exposto, as regras estatutárias que regem os contratos de trabalho que requerem um resultado específico (Werkvertragsrecht) são aplicáveis em conformidade; o Art. VI nº 6 não será afetado.

3. O risco deverá ser transferido para o Comprador se o envio, a entrega, o início ou o desempenho da instalação ou da montagem, a colocação em operação ou a execução de teste for adiada devido a razões pelas quais o Comprador é responsável, ou se o Comprador não receber a entrega por qualquer outro motivo.

4. O Comprador não poderá recusar uma entrega com base em pequenos defeitos. A entrega em parcelas será permitida desde que isso seja razoável para o Comprador. 

VI. Inspeção e aceitação

Se o Fornecedor exigir uma inspeção e aceitação da entrega, o Comprador deverá realizá-la dentro de um período de duas semanas após a entrega. Se isso não ocorrer, a inspeção e a aceitação serão consideradas feitas, a menos que o Comprador informe defeitos ou erros precisamente definidos por escrito dentro desse prazo; a data em que esse prazo deve ser cumprido será a data em que o defeito/relatório de erro for recebido pelo Fornecedor. A inspeção e a aceitação também serão consideradas feitas se a entrega tiver sido utilizada após a conclusão de uma fase de teste acordada, se houver. 

VII. Retenção do título

1. O Fornecedor reserva-se o direito de reter o título dos Bens vendidos até o pagamento integral de todos os créditos atuais e futuros do Fornecedor decorrentes do contrato de compra e de uma relação de negócios em andamento (créditos garantidos).

2. Antes de pagamento integral dos créditos garantidos, os Bens sujeitos à retenção de título não podem ser oferecidos a terceiros, nem podem ter seu título transferido com fins de segurança. O Comprador será obrigado a notificar o Fornecedor por escrito e sem demora se e na medida em que terceiros tiverem acesso aos Bens pertencentes ao Fornecedor.

3. O Comprador terá autorização para revender e/ou processar os Bens que estão sujeitos à retenção de título no transcurso normal dos negócios. Nesse caso, as seguintes disposições adicionais se aplicam.

  • A retenção do título será estendida a produtos criados como resultado do processamento, mistura ou combinação de Bens do Fornecedor, na medida de seu valor completo; nesse caso, o Fornecedor será considerado produtor.
  • Se, no caso de processamento, mistura ou combinação com bens de terceiros, o direito de propriedade de terceiros continuar existindo, o Fornecedor deverá adquirir copropriedade na proporção do valor da fatura dos Bens processados, mistos ou combinados. Em todos os outros casos, as regras aplicáveis aos Bens entregues sujeitos à retenção do título também se aplicarão ao produto criado.
  • Para fins de segurança, o Comprador, por meio deste documento, atribui totalmente ao Fornecedor todas as reivindicações contra terceiros que surjam em conexão com a venda dos Bens ou do produto, no caso de (a) e/ou, no caso de (b) acima, na quantia da participação do Fornecedor na copropriedade. O Comprador aceita tal atribuição por meio deste documento. As obrigações do Comprador definidas na subseção 2 também se aplicam em relação às reivindicações atribuídas.
  • O Comprador deverá, além do Fornecedor, continuar autorizado a fazer cumprir as reivindicações de terceiros. O Fornecedor se compromete a abster-se de fazer cumprir a reclamação de terceiros na medida que o Comprador continuar a cumprir com suas obrigações de pagamento para com o Fornecedor e não entrar em inadimplência; que nenhuma aplicação para o início do processo de insolvência tenha sido apresentada em relação aos ativos do Comprador e que não existam outros problemas na capacidade do Comprador de cumprir suas obrigações. No entanto, se esse for o caso, o Fornecedor poderá exigir que o Comprador o notifique sobre as reivindicações atribuídas e os respectivos devedores, forneça todas as outras informações necessárias para fins de aplicação, documentação relacionada ao fornecimento e que notifique os devedores (terceiros) sobre a atribuição.
  • Caso o valor possível do título exceda os créditos segurados do Fornecedor em mais de 20%, o Fornecedor deve, sob solicitação do Comprador, liberar os títulos, conforme a opção do Fornecedor. 

VIII. Defeitos de qualidade (Sachmängel)

1. As entregas em que surgir um defeito de qualidade dentro do prazo-limite, independentemente das horas de funcionamento, deverão, segundo a escolha do Fornecedor, ser reparadas, substituídas ou executadas novamente gratuitamente, desde que a causa do defeito já exista no momento da passagem do risco.

2. As reivindicações resultantes de defeitos de qualidade estarão sujeitas a um período de limitação de 12 meses. Isso não se aplicará quando períodos mais longos forem prescritos pela lei, segundo as Seções 438 (1) nº 2 (prédios e itens usados para prédios), 479 (1) (direito de recurso, Rückgriff-sanspruch) e 634a (1) nº 2 (defeitos de prédios) do Código Civil Alemão, assim como em casos de morte, lesão pessoal ou danos à saúde, ou quando o Fornecedor descumpre seu dever intencionalmente ou por negligência ou oculta conscientemente (arglistig) um defeito. As disposições estatutárias em relação à suspensão da expiração (Ablaufhemmung), suspensão (Hemmung) e reinício dos períodos de limitação não serão afetadas.

3. O Comprador deverá notificar defeitos de qualidade (incluindo, sem limitações, entregas incorretas ou insuficientes) ao Fornecedor por escrito e sem demora. Tal notificação não será considerada "sem demora" se não for feita dentro de duas semanas; esse prazo será considerado cumprido se a notificação for publicada dentro desse período.

4. O Fornecedor terá o direito de fazer qualquer correção devida de desempenho específico (Nacherfüllung) mediante o pagamento do preço de compra devido pelo Comprador. Em tal caso, no entanto, o Comprador terá direito, segundo o Art. III nº 6 sentença 2, de reter uma parte razoável do preço de compra em relação ao defeito. Notificações não justificadas de defeitos darão ao Fornecedor o direito de ter suas despesas reembolsadas pelo Comprador.

5. O Fornecedor deverá ter, primeiro, a oportunidade de realizar o desempenho específico dentro de um período razoável. Se o desempenho específico não tiver êxito, o Comprador terá direito à rescisão do contrato ou a uma redução da taxa.

6. Não haverá créditos resultantes de defeitos no caso de pequenos desvios em relação à natureza e à qualidade acordadas (Beschaffenheit), de comprometimento menor da utilização, ou desgaste natural, ou danos causados após a passagem de risco, como resultado de defeito ou tratamento negligente, uso excessivo, equipamento inadequado, defeito de fabricação, solo de fundação inadequado, ou de determinadas influências externas não assumidas sob o contrato, ou de erros de software não reproduzíveis. Da mesma maneira, reivindicações baseadas em defeitos decorrentes de modificações ou consertos impróprios feitos pelo Comprador ou por terceiros também devem ser excluídos.

7. O Comprador não fará nenhuma reivindicação com relação a despesas incorridas com a finalidade de execução específica, incluindo os custos de viagem e transporte, trabalho e material, quando as despesas forem aumentadas porque os itens para entrega foram posteriormente levados a um local diferente do local do Comprador, a menos que isso seja consistente com o seu uso pretendido.

8. Os direitos do Comprador de recurso contra o Fornecedor, de acordo com a Seção 478 do Código Civil Alemão (Rückgriff des Unternehmers), só existe na medida em que o Comprador não tiver feito nenhum acordo com o seu cliente que exceda o escopo das normas legais que regem os créditos decorrentes de defeitos. Ademais, o Art. VIII nº 7 será aplicado de acordo com o escopo do direito de recurso do Comprador contra o Fornecedor sob a Seção 478 (2) do Código Civil Alemão.

9. Sem afetar o exposto acima, as provisões do Art. XI (Outras reivindicações por danos) serão aplicadas a respeito de reivindicações por danos. Quaisquer outras reivindicações do Comprador contra o Fornecedor ou os seus nomeados (Erfüllungsgehilfen) ou quaisquer outras reivindicações diferentes das estabelecidas neste Art. VIII, resultantes de um defeito de qualidade devem ser excluídas. 

IX. Direito à propriedade industrial e direito autoral; defeitos no título

1. A menos que acordado em contrário, o Fornecedor deverá realizar seus serviços contratuais livres de direitos de propriedade industrial e direitos autorais de terceiros (doravante denominados: Direitos de PI) somente no país do local de destino. Se um terceiro entrar com ações justas contra o Comprador com base em uma violação dos direitos de PI com relação aos serviços que foram realizados pelo Fornecedor e foram utilizados de acordo com o contrato, o Fornecedor será responsável perante o Comprador da seguinte forma, dentro do prazo estabelecido no Art. VIII nº 2:

a) O Fornecedor deverá, por sua própria escolha e despesa, ou adquirir uma licença para usar o material em questão, para modificá-lo de tal forma que já não infrinja o direito de PI, ou substituí-lo. Se não for razoável que o Fornecedor faça isso, o Comprador poderá rescindir o contrato ou reduzir o pagamento de acordo com as regras estatutárias.

b) A responsabilidade do Fornecedor pelo pagamento de danos deve ser regida pelo Art. XI.

c) As obrigações do Fornecedor acima só se aplicam se o Comprador informar o Fornecedor sobre as ações executadas pelo terceiro sem demora e por escrito, não reconhecer qualquer violação e deixar quaisquer medidas de defesa e negociações de acordo a critério do Fornecedor. Se o Comprador deixar de usar os materiais para fins de limitação de danos ou por quaisquer outras razões significativas, deverá ser obrigado a avisar ao terceiro que nenhum reconhecimento de infração pode ser inferido do fato de que o uso foi interrompido.

2. As ações do Comprador devem ser excluídas se o próprio Comprador for responsável pela infração de um direito de PI.

3. As reivindicações do Comprador também deverão ser excluídas se a violação do direito de PI for causada por especificações estipuladas pelo Comprador, por um tipo de utilização não previsível pelo Fornecedor ou com a modificação da entrega pelo Comprador ou sua utilização em conjunto com produtos não fornecidos pelo Fornecedor.

4. O Fornecedor, por meio deste documento, se reserva todos os direitos de propriedade e/ou autorais em relação ao uso de estimativas de custo, desenhos, manuais e outros documentos (doravante denominados: "Documentos"). Os Documentos não poderão ser acessados por terceiros sem prévio consentimento do Fornecedor e devem, sob solicitação, ser devolvidos sem demora ao Fornecedor se o contrato não for concedido ao Fornecedor. As frases 1 e 2 se aplicam de acordo com os Documentos do Comprador; no entanto, eles podem ser acessíveis a terceiros a quem o Fornecedor transferiu as mercadorias legalmente.

5. O Comprador terá o direito não exclusivo de usar o software fornecido pelo Fornecedor, desde que este permaneça inalterado, seja usado dentro dos parâmetros de desempenho acordados e no equipamento acordado. O Comprador poderá fazer duas cópias de backup sem acordo expresso.

6. Sem afetar o exposto acima, as provisões do Art. VIII nº 4, 5 e 9 deverão, a respeito das reivindicações do Comprador segundo o nº 1 a), se aplicar devidamente em caso de violação de um direito de PI.

7. Caso ocorram outros defeitos em título, as provisões do Art. VIII deverão ser devidamente aplicadas.

8. Quaisquer outras reivindicações do Comprador contra o Fornecedor ou os seus nomeados (Erfüllungsgehilfen), ou quaisquer outras reivindicações diferentes das estabelecidas neste Art. IX, resultantes de um defeito de título, devem ser excluídas. 

X. Impossibilidade de desempenho, ajuste do contrato

1. Na medida em que a entrega não for possível, o Comprador terá direito à indenização por danos, salvo se o Fornecedor não for responsável pela impossibilidade. A solicitação do Comprador por danos deve, no entanto, ser limitada à quantia de 10% do valor da parte da entrega que, devido à impossibilidade, não puder ser utilizada da maneira pretendida. Esta limitação não se aplica em caso de responsabilidade obrigatória com base em dolo, negligência grave, morte, ferimentos pessoais ou danos à saúde, o que não deve resultar em uma mudança do ônus da prova em detrimento do Comprador. O direito do Comprador à rescisão do contrato não será afetado.

2. Quando acontecimentos imprevisíveis, na acepção do Art. IV nº 2 alterarem substancialmente a base econômica ou o conteúdo do desempenho contratual ou afetarem consideravelmente os negócios do Fornecedor, o contrato deverá ser ajustado razoavelmente tendo em conta os princípios da boa-fé. Quando fazer isso for economicamente inviável, o Fornecedor terá o direito de rescindir o contrato. Se o Fornecedor tiver a intenção de exercer seu direito de rescisão, deverá notificar o Comprador dentro de três semanas após se tornar ciente do evento. Se o Fornecedor não fizer tal notificação nesse período, seu direito à rescisão será perdido. 

XI. Outras reivindicações por danos

1. A responsabilidade do Fornecedor por danos, independentemente de sua base legal, aplica-se apenas em caso de conduta dolosa ou negligente. Em caso de negligência básica (einfache Fahrlässigkeit), o Fornecedor só será responsável por danos resultantes de morte, ferimentos pessoais ou danos à saúde, ou por danos resultantes da violação de uma obrigação contratual fundamental (wesentliche Vertragspflicht) (uma obrigação cujo cumprimento possibilita o desempenho adequado do contrato em primeira instância e que um parceiro contratual normalmente cumpre); nesse caso, no entanto, a responsabilidade do Fornecedor será limitada ao reembolso de danos previsíveis e típicos.

2. As limitações de responsabilidade estabelecidas na subseção 1 não se aplicam no caso em que o Fornecedor tenha deliberadamente (arglistig) escondido um defeito ou oferecido garantia quanto à natureza e à qualidade dos Bens. A garantia do fabricante não constituirá o fornecimento de garantia pelo Fornecedor. A frase 1 é aplicável às reivindicações do Comprador decorrentes da lei alemã de responsabilidade de produto (Produkthaftungsgesetz).

3. Na medida em que o Comprador tiver reivindicações válidas por danos segundo este Art. XI, tais reivindicações vencerão mediante a expiração do período de limitação válido para defeitos de qualidade segundo o Art. VIII nº 2. Em caso de reivindicações por danos segundo a Lei alemã de responsabilidade de produto, as provisões estatutárias que regem os períodos de limitação valerão. 

XII. Local e lei aplicável

1. Se o Comprador for um empresário (Kaufmann), uma pessoa jurídica de direito público (Juristische Person des öffentlichen Rechts) ou uma empresa com financiamento do setor público (öffentlich-rechtliches Sondervermögen), o único local para todos os litígios decorrentes direta ou indiretamente de ou em relação ao contrato deverá ser o local de trabalho do Fornecedor. No entanto, o Fornecedor também pode entrar com uma ação na jurisdição do Comprador.

2. As relações legais existentes ligadas a este contrato serão regidas pelo direito material alemão, exceto a Convenção das Nações Unidas sobre Contratos para a Venda Internacional de Mercadorias (CISG). Os requisitos e efeitos da retenção do título acordados acima serão regidos pela lei aplicável no local do armazenamento dos Bens, na medida em que a escolha em favor do direito alemão seja ilegal ou nula, nos termos da legislação respectiva.

3. Em caso de discrepâncias na interpretação dos GTCS, a versão no idioma alemão prevalecerá. 

back to top